3 praias para velejar de kite no Ceará

22/11/2021
  •  

     

    Quero começar contando que conheci o Ceará mais tarde do que gostaria; a verdade é que queria muito ter viajado pra lá antes. Por isso escrever sobre ele é tão importante pra mim e vale o aviso: se você está cogitando a viagem, saiba que o texto todo será um eterno modo imperativo: vá! 

     

    Minhas melhores experiências incluem pessoas felizes e de riso fácil, comidas maravilhosas e uma certeza de que tudo vai dar certo. Essa frase é, inclusive, a que mais se ouve pelas vilas cheias de gente e cores: vai dar certo.

     

    Essa forma de ver a vida também é levada para os esportes aquáticos, o que certamente me ajudou a aprender a velejar melhor e mais rápido. A possibilidade de praticar todos os dias, os ventos fortes e constantes e a presença da galera toda com o mesmo astral te coloca dentro de uma magia cearense gostosa demais de se viver. (Deu pra perceber que fui completamente seduzida pelo lugar, né?)

     

    Na prática, o que você precisa saber é: a alta temporada vai de julho a janeiro, com picos entre os meses de setembro, outubro e novembro. São meses de vento forte, constante e perfeito pra quem quer começar a velejar de kite ou pra quem já sabe e quer focar em alta performance. A região tem muitas escolas com bons instrutores, aluguel e venda de equipamentos.

     

    Escolhi 3 picos pra te apresentar:

     

    _Praia do Preá

    Preá é a praia que fica do ladinho de Jericoacoara. O vilarejo é pequeno, rústico e por ali o vento sopra a tarde toda tanto para iniciantes quanto para profissionais. Se você estiver começando, provavelmente seu instrutor vai escolher horários em que o vento ainda não está tão forte e de preferência com a maré baixa, o que facilita muito a experiência com as primeiras horas de prancha no pé. 

     

    Em alguns horários os deuses do vento se empolgam e é hora do show pra quem entende de kitesurf há mais tempo: saltos incríveis e um baile de pipas acontece em alto mar. Se for hora do pôr-do-sol o espetáculo fica ainda mais bonito. 

     

    _Tatajuba

    Paraíso descoberto aos poucos pelos viajantes, Tatajuba é uma vila ainda mais simples e com um cenário paradisíaco de mar azul e lagoas cristalinas. As lagoas se formam conforme a maré se movimenta e nelas fica mais fácil de começar a praticar.  Por lá o vento também é forte e na alta temporada rolam campeonatos de kitesurf como o Big Air Kite League, uma competição de profissionais do mundo todo com saltos altíssimos e manobras incríveis. Vale muito a pena assistir!

     

    Em dias de vento como esses, a adrenalina é maior se você velejar no mar por conta das ondas que se formam mais gordas da maré cheia. Diversão purinha!

     

    Tatajuba fica pertinho de Jeri - cerca de 1h - e é fácil de chegar. Como todos os lugares da região, você precisa de um carro 4x4 ou um quadriciclo. No caminho tem também o Mangue Seco, uma parte super bonita de se conhecer! 

     

    _Cumbuco

    Cumbuco mistura dois interesses bem famosos nos dias de hoje: homeoffice e kitesurf. Por lá muitos hostels se adaptaram às estruturas do trabalho remoto e se tornaram espaços perfeitos pra quem quer viajar pra perto do mar, praticar esportes e continuar trabalhando. 

     

    O movimento tem trazido turistas do Brasil e do mundo pra velejar no pico que tem os ventos um pouco mais suaves que no Preá e em Tatajuba. Perfeito pra quem quer começar no esporte, a região traz praias incríveis e uma temporada perfeita pertinho de Fortaleza. 

     

    A divisão entre trabalho remoto e velejo é comum por lá e, das três, é a cidade mais estruturada caso você queira optar por esse estilo de vida. Todas as outras também têm viajantes velejadores mas Cumbuco tem uma preparação especial para recebê-los.

     

    Vale ressaltar que os estados vizinhos também têm ventos perfeitos e o mais comum por lá é o famoso downwind - quando você desce o litoral pelo mar, a favor do vento - . Essas viagens são geralmente feitas em galera e a experiência é surpreendente. Ver a praia lá de longe, no mar vale cada horinha que você passa treinando, praticando, caindo e levantando. 

     

    Em resumo: o Ceará conquistou o coração de velejadores e dos amantes de esportes aquáticos. Por lá você vai viver a melhor mistura que uma vida - ou viagem - perto do mar proporciona: dias intermináveis de sol e calor, um pôr do sol absurdamente lindo, o mar quentinho e a melhor parte: ventos constantes pra você velejar praticamente o dia inteiro. 

     

    E aí, bora fazer as malas?

     

    Beijos e boas ondas,

    Keth

     

     

     


    Leia também: Surftrip: Costa Rica


     

Compartilhe

Comentários

Este site utiliza tecnologias como cookies para melhorar sua experiência de acordo com nossa política de privacidade. Ao permanecer navegando, você concorda com estas condições.

Estamos ocupados atualizando nossa loja para você e voltaremos logo.

Whatsapp