4 dicas poderosas para você superar o medo no surf | Langai

4 dicas poderosas para você superar o medo no surf

Publicado: 22/07/2020

Surfista: Raissa Vieira | Foto: Neno Guto


Sabe aquele frio na barriga que você sente quando ouve falar que o mar subiu? É o mesmo que faz tantas e tantas mulheres adiarem a sua primeira aula de surf. Que tal aprender a superá-lo?



Nesse post eu quero te dar dicas de como você pode dar uma liberada nessa tensão, mas antes preciso esclarecer duas coisas:


_1º) medo não é necessariamente ruim: sentir medo não é prejudicial e pode ser saudável. O medo é um dos nossos mecanismos de proteção e ele serve pra te deixar mais alerta, mais atenta, mais prudente e mais focada. Não quer dizer que você é fraca, não quer dizer que você não vai conseguir. Pelo contrário, muitas vezes quando estamos com medo de algo, como de um fundo de pedra, por exemplo, a gente dá o máximo pra não cair e rende até melhor na sessão, conseguindo se dedicar com aquela motivação a mais, de forma saudável. Masss, quando não conseguimos equilibrar esse sentimento de medo, ele pode tomar conta dos seus pensamentos e daí, sim, ele pode te prejudicar porque vai te trazer a insegurança e colocar teu astral lá pra baixo.

_2º) o medo e o surf sempre andam juntos: nessa quarentena assisti uma live da atleta Silvana Lima, natural de Paracuru-CE, campeã brasileira de surf por 8 vezes e 2 vezes vice-campeã mundial. Uma seguidora perguntou pra Silvana se ela tinha medo das ondas maiores (estilo Pipeline) e a Silvana respondeu que tinha sim e que o medo nunca ia embora 100%, que você tinha que aprender a conviver com ele e se aproveitar desse sentimento de uma forma vantajosa pra você. E não é só ela, muitos professores de surf também já me falaram que quando entra um swell, por exemplo, eles também ficam com medo. Entram no mar, pegam altasss ondasss e a gente fica na areia babando, mas não imagina que eles estão com o medo ali do ladinho deles.


É preciso saber identificar de onde vem esse medo e se conhecer. Se faça uma pergunta: É um medo real ou você criou na sua cabeça?

Se o mar estiver maior, se você está indo num pico desconhecido ou se por algum motivo outras pessoas também temem aquela praia. Ou é o mesmo mar que você já está super acostumada a entrar e sair sozinha, mas hoje especificamente você não está se sentindo confiante? Se for falta de confiança, manda ela embora daqui!!! Vem comigo que eu te conto como:


Surfista: Maria Julia Argollo | Foto: Neno Guto


_dica 1: mentalização e respiração

Antes mesmo de você chegar na praia, quando estiver arrumando suas coisas, comece a mentalizar em como o dia vai ser maravilhoso. Reserva um tempo maior pra tu se preparar, coloca uma música alto astral de alguma banda que te inspire. Se te ajudar, dança! Naquele momento em que você estiver passando parafina na prancha ou passando protetor, respira bem fundo e com calma. Vai contando tuas respirações, se concentra no barulho das ondas ou no fluxo de oxigênio entrando nos teus pulmões. E daí tu vai pensando só coisa boa. Quando o sentimento negativo chegar, não deixa ele morar não! É um exercício, então, lembra que precisa disciplina também, fechou?


_dica 2: boas companhias

Tem amigo que passa uma segurança pra gente, né? Pois chama alguém assim pra te acompanhar, deixa ele ou ela saber que você não tá no seu dia mais destemida. Dividir isso com alguém bacana já vai te aliviar, SÉRIO! Nós do blog da Langai podemos ser também esse ombro amigo! Procura aí a gente no instagram e desabafa, amiga! Ou escreve pra gente!


_dica 3) check up dos teus itens de segurança

As vezes a gente tem medo de quebrar um leash, tem medo do biquíni soltar, tem medo de precisar de ajuda no mar... Nesse dia aí, checa a tua cordinha, vai com o maiô mais confortável possível, talvez até seja o dia pra você, mesmo que já saiba surfar, fazer aula com um professor experiente. Isso vai te deixar mais tranquila. 


Surfistas: Ysia Marrara | Foto: Neno Guto


_dica 4) superando os desafios

Só quem conhece seus próprios limites, pode desafiá-los. Se você sente que está preparada pra pegar um mar mais crítico, tubular, ondas maiores, visualiza isso! Se imagina dentro desse tubo, treina tua mente pra acreditar que é possível e vai com medo mesmo! Juro que estamos aqui na torcida por ti! Coragem, mulher! Corajoso não é aquele que não tem medo, é aquele que vai com medo mesmo.


Para aquelas que ainda não tiveram coragem de dar o primeiro passo eu digo: manas, eu nunca vi ninguém com tanto medo quanto eu quando fui pela primeira vez. Sério. Dor de barriga na noite anterior, calafrio, nervosismo lá em cima. Eu realmente tinha trauma (meu pai conta que eu vi alguém se afogar quando era criança, mas não lembro não). Fato é que nem nadar eu sabia (e ainda to num processo de aprendizagem hehe). Eu nunca tinha entrado no mar onde já não dá mais pé. Mas eu também sempre flertei com esse esporte, achava lindimais. E uma amiga insistiu daquele jeitinho irritante que só as amigas mais próximas sabem insistir eai eu fui, com medo mesmo. Parafraseando uma frase que li do Will Smith: o último instante de maior medo que eu já senti na vida antecedeu o momento mais feliz que eu já tinha experimentado até ali. 


Beijos e boas ondas,

Gabi


_

Escrito por: Gabi Dourado | @gabidourad0

Leia também: 5 motivos para você começar a surfar

Voltar
Feito por mulheres

Vem com a gente!

Quer ficar por dentro de tudo que acontece por aqui e ainda receber descontos exclusivos?