6 praias em São Paulo para você aprender a surfar | Langai

6 praias em São Paulo para você aprender a surfar

Publicado: 17/09/2020


Foto: Patricia Vaccarezza



O estado de São Paulo, localizado na região sudeste do Brasil, possui mais de 600 km de litoral com forte presença da Mata Atlântica e ondas incríveis. Existe surfe em SP, a terra da garoa passou a ser a cidade sem praia com mais surfistas no mundo, dá pra acreditar? Praticamente a capital da parafina, São Paulo está há 70 km de distância do litoral mais próximo e mesmo assim abriga inúmeros praticantes que amam a água salgada. Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria e dos Esportes com Prancha, Romeu Andreatta, São Paulo trata-se da cidade não litorânea com o maior número de surfistas em todo o mundo.  

Se você quer aprender a surfar, São Paulo tem ótimas praias com fundo flat (plano), que são mais fáceis para iniciar a prática, as ondas são mais fracas, mais cheias e mais lentas, o que facilita o drop e o equilíbrio, sem contar o desenvolvimento das manobras. Até para furar a onda e passar a arrebentação é mais tranquilo, apesar de normalmente ter a arrebentação mais longe, exigindo um pouco mais de remada. Isso não quer dizer que não é possível aprender a surfar nas praias de tombo, mesmo porque se você conseguir surfar numa praia de tombo, com certeza absoluta você vai ter condições de surfar em qualquer outra praia! 


Bom, mas vamos ao que interessa! Segue algumas praias de fundo flat para você aprender a surfar em São Paulo. 


_Quebra Mar, Santos

Localizado em Santos (berço do surfe) pico principal e mais constante da cidade, no lado do Emissário Submarino, garantindo uma ótima diversão. Suas ondas costumam ser cheias e longas, as séries dificilmente passam de 1m. O posicionamento das pedras ajuda a formar a bancada para receber as ondulações de sul onde se formam longas direitas ao lado esquerdo do canal. Lá os locais estão sempre em peso, não se espante ao ver ídolos como Picuruta Salazar surfando ao seu lado.  


_Praia das Astúrias, Guarujá

Localizada no Guarujá, entre a Praia de Pitangueiras e a Praia do Tombo, é o famoso pico alternativo da região, pois nos dias de ondulação de sul/sudeste, o mar no pico costuma quebrar menor do que os outros points da região e tem a arrebentação mais fácil de varar. Se conecta com a Praia de Pitangueiras, entre elas tem um point bem conhecido chamado “Sobre as Ondas”, o crowd lá é insano, por isso para aprender a surfar é melhor cair na praia das Astúrias mesmo.


_Riviera de São Lourenço, Bertioga

Localizada em Bertioga, tem o acesso restrito pelo condomínio aberto ao público. Um dos picos mais constantes da região, recebe todas as direções de swell, pico mais famoso é canto direito da praia, no píer, conhecido por quebrar ondas cheias e manobráveis. Porém as ondas rolam soltas em toda sua extensão, quebrando para os dois lados, em dias de condições perfeitas as ondas são bem emparedadas e longas. Geralmente as melhores condições rolam nas extremidades, cada extremidade conta com um canal o que ajuda muito na hora de varar a arrebentação, diversão garantida para todos os níveis de surfe o ano inteiro. 


_Praia da Baleia, São Sebastião

Localizada em São Sebastião, entre as Praias de Camburi e Barra do Sahy, meu lugar favorito no litoral norte para surfar. Sem sombra de dúvidas a Praia da Baleia é um dos melhores lugares para se aprender a surfar. A hospitalidade e o ambiente familiar contribuem para um clima agradável e tranquilo principalmente dentro do mar. Acho que é um dos picos em que mais encontro mulheres surfando! Com quase 3km de extensão, é praticamente sem comércio e cercada de condomínios. O Canto Mágico, localizado no canto direito da praia, rolam altas ondas e é o lugar mais constante da região. Quebra melhor com ondulação de sudeste/sul com vento leste. No meio da praia também rolam ótimas ondas, mas pra quem quer começar a surfar, o melhor lugar mesmo é o canto esquerdo, um cantinho protegido onde as ondas são menores e mais fraquinhas. Esse cantinho é o famoso pico que todos recorrem quando o mar está grande e storm em outras praias nos arredores, onde a ondulação chega mais fraca e menor do que em outros lugares. 



Foto: Patricia Vaccarezza


_Itamambuca, Ubatuba

A queridinha dos surfistas, localizada em Ubatuba, o point respira surf, uma das praias mais constantes do país no quesito ondas e uma das mais belas também. Já foi palco para vários campeonatos de surfe, nacionais e internacionais. Recebe todo tipo de ondulação, sendo a ondulação de sul a melhor. O pico mais procurado é o canto direito da praia, onde se formam as lendárias direitas longas e pesadas que quebram ao lado da pedra, na entrada do rio que dá nome à praia. Para aprender a surfar a dica é cair mais para o meio ou no canto esquerdo, onde formam-se ondas que quebram para os dois lados sendo um pouco mais fracas. Além de ser ótima para o surfe, o visual é incrível, totalmente imersa na Mata Atlântica. 


_Praia Grande, Ubatuba

Localizada também em Ubatuba, é uma das mais frequentadas da região, tanto por banhistas como por surfistas desde iniciantes até os profissionais, devido à grande variedade de ondas que o local apresenta. O canto esquerdo conhecido como Baguari funciona bem nas ondulações de sul, nas ondulações de leste o canto direito é a melhor opção. Lá para varar a arrebentação é bem tranquilo e o point oferece condições de surfe em qualquer tipo de mar.



Foto: Patricia Vaccarezza


Agora que você já sabe quais as melhores praias para se aprender a surfar em São Paulo, tá esperando o que, “meu”? Partiu surf! ?


Beijos e boas ondas,

Érica


_

Escrito por: Érica Massuda | @ericamassuda

Leia também: 11 praias no Rio de Janeiro para você aprender a surfar

Voltar
Feito por mulheres

Vem com a gente!

Quer ficar por dentro de tudo que acontece por aqui e ainda receber descontos exclusivos?